Sobrenomes Ingleses e suas curiosidades

Compartilhar é se importar!

Você sabe quais são os sobrenomes ingleses mais famosos e de onde eles vieram? E os mais importantes da história? Portanto, nesse artigo irei te apresentar os principais sobrenomes da Inglaterra e como eles fizeram parte da história do país.

Aposto que você nunca parou para pensar de onde vieram os sobrenomes, principalmente esses que são mais populares. Quem possui o sobrenome de Silva, por exemplo, pode se sentir bastante orgulhoso, pois ele é a versão brasileira do sobrenome inglês Smith, um dos mais famosos da Inglaterra. Para se ter uma ideia, é estimado que mais de 700 mil pessoas possuem esse sobrenome no Reino Unido. Curioso, não?

Leia também: Como tirar visto para a Inglaterra

Sobrenomes mais famosos na Inglaterra

Veja a seguir os 25 principais sobrenomes ingleses mais famosos no país.

  1. Smith
  2. Jones
  3. Taylor
  4. Williams
  5. Brown
  6. Davies
  7. Evans
  8. Wilson
  9. Thomas
  10. Roberts
  11. Johnson
  12. Lewis
  13. Walker
  14. Robinso
  15. Wood
  16. Thompson
  17. White
  18. Watson
  19. Jackson
  20. Wright
  21. Green
  22. Harris
  23. Cooper
  24. King
  25. Lee
  26. Martin
  27. Clarke
  28. James
  29. Morgan
  30. Hughes
  31. Edwards
  32. Hill
  33. Moore
  34. Clark
  35. Harrison
  36. Scott
  37. Young
  38. Morris
  39. Hall
  40. Ward
  41. Turner
  42. Carter
  43. Phillips
  44. Mitchell
  45. Patel
  46. Adams
  47. Campbel
  48. Anderson
  49. Allen
  50. Cook

Você com certeza já ouviu falar sobre a maioria dos sobrenomes que mostramos nessa lista. Quem não se lembra da icônica atriz Elizabeth Taylor? Ou, para aqueles que são fãs de Game of Thrones, não podem se esquecer da maravilhosa Emilia Clarke, atriz que interpretou Daenerys Targeryan.

Além disso, para os amantes de uma boa música, também não faltam referências. Assim, podemos falar de John Paul Jones, mais conhecido como John Baldwin, um dos integrantes do Led Zeppelin. No entanto, se você curte um som mais atual, o cantor Sam Smith carrega o sobrenome mais famoso da Inglaterra.

Já na área dos esportes, os jogadores Phill Jones e Kyle Walker possuem alguns dos sobrenomes mais clássicos da Inglaterra.

Portanto, como você deve ter visto, não é nada difícil encontrar esses sobrenomes ingleses no mundo dos famosos, e não era para menos.

CURIOSIDADE: Nem todos os sobrenomes famosos da Inglaterra são ingleses

Outra curiosidade é que nem todos esses sobrenomes são tipicamente ingleses. O sobrenome Patel, por exemplo, é de origem asiática, mas especificamente da Índia. Contudo, ele é um dos mais comuns da Inglaterra, ocupando a posição de número 45.

Além disso, você deve ter percebido que a maioria desses nomes são muito famosos nos Estados Unidos. Os nomes Smith, Jones, Brown e Williams, por exemplo, estão entre os 5 sobrenomes mais comuns de ambas as nações.

Isso ocorre pelo fato de os Estados Unidos, a alguns séculos atrás, ter sido uma das colônias britânicas no Período da Colonização das Américas. Assim, a população do país foi inicialmente formada por famílias inglesas. Por esse motivo, os dois países possuem muitas semelhanças, entre elas o idioma, os costumes e, principalmente, os sobrenomes.

Se você quer saber um pouco mais sobre os sobrenomes dominantes de cada região da Inglaterra, acesse esse link e confira uma pesquisa realizada por Alistair Leak e pelo Dr.Muhammad Adnan, ambos da University College London, que mapearam os sobrenomes ingleses mais comuns em cada pedacinho do país.

Sobrenomes que marcaram a história da Inglaterra

casa de tudor dinastias sobrenomes ingleses
O estilo arquitetônico Tudor é o último estágio da arquitetura medieval durante o período Tudor, sendo predominantemente inglês. Assim, é uma adaptação inglesa para a arquitetura gótica.

Se você já assistiu alguma série que se passa nos tempos antigos, principalmente sobre a era medieval, com certeza se lembrará dos nomes que lhe mostrarei a seguir. Para isso, precisamos voltar alguns séculos, onde nasceram as dinastias mais poderosas, não só da Inglaterra, mas do mundo até então. Estamos falando do início do Reino da Inglaterra, por volta do ano de 927.

Durante muito tempo, as políticas mundiais eram divididas em dinastias, uma espécie de clã que dominava o poder, que era passado de geração a geração. Porém, não se engane achando que isso foi somente algo que a Inglaterra inventou, pois as dinastias também são recorrentes na história de diversas outras nações.

Leia também: Cidades Medievais da Inglaterra

1.Dinastia de Wessex

Não podíamos começar com outra dinastia, se não a de Wessex. Caso você não saiba, essa família montou a primeira dinastia do Reino da Inglaterra (não confunda com Reino Unido).

Portanto, tudo começou em Etelstano, um governante que reinou durante 927 até 939. Em seguida, o reino contou com a sabedoria de Edmundo I, seu irmão, que se manteve no poder até 946. Posteriormente, Edredo, também irmão dos dois antigos governantes, reinou até novembro do ano de 955.

No entanto, a dinastia Wessex teve o seu fim por volta de 1066, quando Haroldo II foi deposto do poder.

2.Dinastia de Normandia

A dinastia de Normandia teve o seu início marcado em 1066, logo após a dinastia de Wessex, quando o último rei Saxão foi destronado. Assim, o Rei Guilherme I, filho de Roberto I, o Duque de Normandia, assumiu o trono.

No entanto, Guilherme I reinou somente até 1087, quando seu filho, Guilherme II, assumiu a coroa e passou a comandar o Reino da Inglaterra. Assim, novo rei permaneceu no poder até 1100, quando foi morto por uma seta (espécie de dardo) durante uma caçada em New Forest. Dessa forma, o poder passou para as mãos do seu irmão, Henrique I.

Sendo assim, a dinastia de Normandia se manteve até o reinado da Imperatriz Matilde, filha de Henrique I. Contudo, Matilde nunca chegou a se chegou a se tornar a Rainha da Inglaterra.

Ao contrário do que muitos pensam, ela lutou durante anos pelo trono, que havia sido tomado à força após a morte de seu pai. Dessa forma, manteve a dinastia de Normandia viva até 1141, sendo chamada de Senhora dos Ingleses.

3.Lencastre

Passando alguns séculos desde as primeiras dinastias da Inglaterra, nos deparamos com a dinastia Lencastre, que governou o país entre 1399 e 1471.

No entanto, se você já escutou falar sobre a Guerra das Rosas, com certeza conhece um pouco da história dos Lencastre. Nesse período, eles se encontravam em oposição à Casa Iorque pelo trono da Inglaterra, que durou mais de 30 anos.

Sendo assim, o início da Dinastia Lencastre ocorre após a chega de Henrique IV ao trono, em 1399. Após a sua morte, o rei foi sucedido por Henrique V, em 1413, e Henrique VI, em 1422.

Depois de o último rei ser deposto, em 1461, a casa dos Lencastre ficou alguns anos afastada do trono inglês. Entretanto, o título de Henrique VI foi restaurado em 1470, quando reassumiu o trono.

No entanto, como sabemos que nem tudo é um mar de rosas, Henrique VI foi deposto novamente um ano depois, em 1471, dando fim à era dos Lencastre.

4.Dinastia Tudor

Sem dúvidas, a Dinastia Tudor foi uma das mais poderosas e icônicas de toda a história da Inglaterra. Com um reinado de mais de 100 anos, a Casa dos Tudor ascendeu ao poder com Henrique VII, ao assumir a coroa em 1485.

Logo após 30 anos do de reinado de seu pai, Henrique VIII assumiu o poder do Reino da Inglaterra, sendo um dos reis mais notáveis da época. A vida de Henrique VIII é retratada em diversas obras, inclusive na série The Tudors e no filme A Outra.

Portanto, vale destacar que o Rei Henrique VIII foi o responsável pela fundação da Igreja Anglicana e pela renúncia da Inglaterra à autoridade papal durante algum tempo, quando se declarou como Chefe Supremo da Igreja da Inglaterra. Além disso, tornou possível a união legal da Inglaterra e de Gales, por volta de 1542. Contudo, Henrique VIII morreu em 1547, aos 55 anos, sendo a obesidade um dos principais fatores que o levaram à óbito. Assim, aos nove anos de idade, Eduardo VI, seu filho, assume o trono logo após a sua morte.

No entanto, Eduardo VI ficou no trono somente até os seus 15 anos de idade, quando faleceu. Assim, em 1553, Maria I tornou-se a nova monarca da Inglaterra. A Rainha restabeleceu as relações com Roma, perseguindo protestantes e tornando a Igreja Católica a religião oficial do país novamente.

Apesar de não ter herdeiros, o trono continuou na mão dos Tudor por mais algum tempo, após a morte de Maria I. Sendo assim, sua irmã Isabel I assumiu o trono, tendo como um de seus primeiros feitos o restabelecimento da Igreja Anglicana e independência de Roma. Que bagunça, não?

Logo após a morte de Isabel I em 1603 (que também não tinha herdeiros), o trono passa a ser controlado pelo seu primo Jaime VI, rei da Escócia. Assim, esse período é marcado pelo fim da Dinastia Tudor e ascensão de uma nova casa ao poder, a Dinastia Stuart.

Sobrenomes Ingleses Incomuns

sobrenomes ingleses
Uma das bandas mais famosas da Inglaterra, os Beatles era formado por John Lennon, Paul McCartney, George Harrison e Ringo Starr.

Você já começou a ler o nome de uma pessoa e, quando chegou no sobrenome, não sabia nem por onde começar? Sem dúvidas, sobrenomes estranhos são bastante chamativos e, na maioria dos casos, é algo que a quando a gente aprende (se aprender), fica na memória e não esquece mais. Portanto, eu tenho certeza absoluta que você lembra até hoje de algum colega de escola que tinha um nome estranho, ou eu estou errado?

No entanto, não pense que é apenas no Brasil que vemos sobrenomes estranhos. Os ingleses também possuem nomes bastante peculiares e, por incrível que pareça, não é algo tão difícil de se ver.

Dessa forma, podemos concluir que uma das principais causas que motivam o aparecimento de nomes considerados “estranhos” é a mistura de culturas. Se um inglês vem para o Brasil (ou vice e versa), logo notaremos que ele não segue o “padrão” dos sobrenomes brasileiros. Muito diferente, não? Contudo, não pense que só por que o nome é estrangeiro, que ele será considerado como “incomum” ou “estranho”. Como mostramos, apesar do sobrenome Patel ser indiano, é um dos mais registrados na Inglaterra.

Portanto, veja a seguir alguns dos sobrenomes incomuns da Inglaterra:

  • Ashworth
  • Bonneville
  • Clegg
  • Crowther
  • Febland
  • Carla
  • Chip
  • Fernard
  • Brook
  • Butterworth
  • Cohen
  • Grader
  • Haigh
  • Greenwood
  • Gruger
  • Ingham
  • Jarsdel
  • Harred
  • Hatman
  • Nighy
  • Nithercott
  • Nuttal
  • Kershaw
  • Mirren
  • Pratt
  • Raynott
  • Ogden
  • Pober
  • Portendorfer
  • Sutcliffe
  • Temples
  • Rummage
  • Southwark
  • Woodbead

Como surgiram os sobrenomes Ingleses

Já parou para pensar o quão difícil deve ser estar no mesmo ambiente onde uma pessoa possui o mesmo nome que você? Deve ser horrível, você se confunde e é confundido a todo momento. Sendo assim, muitos usam o sobrenome para diferenciar.

Até o século XII, a maioria das pessoas davam apenas um nome aos seus descendentes, afinal, as sociedades feudais eram bem isoladas. Assim, o número de habitantes não era lá grande coisa, deixando de lado a necessidade de um segundo nome para distinguir indivíduos.

No entanto, a evolução da sociedade trouxe consigo algumas mudanças na nomenclatura. Você já parou para pensar o quão difícil deveria ser para enviar recados para alguém sem se confundir, ou até mesmo a divisão das heranças? Sendo assim, acredita-se que os sobrenomes surgiram para resolver esses problemas (mas não exclusivamente para isso).

Assim, sobrenomes começaram a naturalmente aparecer na sociedade, designando a profissão, a terra natal ou até mesmo a região e o temperamento da pessoa.

Veja alguns exemplos:

  • Isabelle Dupont: significa “da ponte”, ou seja, se refere à Isabella da Ponte.
  • Mary Baker: significa “padeiro”, ou seja, Mary Padeira
  • Jhon Greenwood: significa “madeira verde”, ou seja, Jhon Madeira Verde.
  • Peter White: significa “branco”, ou seja, Peter Branco.
  • Annie Cook: significa “cozinhar”, ou seja, Annie Cozinheira.

Além disso, outra forma de se dar nomes aos descendentes era através do nome de seu pai. Esse costume se tornou bastante comum na Europa, sendo observado pelos sobrenomes:

  • MacAlister: significa “filho de Alister”.
  • Jhonson: significa “filho de Jhon”.
  • Petersen: significa “filho de Peter”.

Contudo, os sobrenomes só passaram a ser obrigatórios em 1563, através do Concílio de Trento pela Igreja Católica. Assim, o papa ordenou que todas as paróquias da Europa passassem a registrar cada indivíduo com o seu nome e sobrenome.

Dessa forma, transmitir o Nome da Família a seus descendentes se tornou algo muito mais fácil e marcante, tornando possível a definição eficiente de graus e parentescos.

Sobrenomes Ingleses dos tempos medievais

A Europa é uma das culturas mais antigas do mundo, e carrega as principais histórias da Era Medieval. Assim, a Inglaterra foi uma das grandes nações do período e, consequentemente, carregou grandes nomes durante esse tempo.

Portanto, veja a seguir alguns dos principais nomes dos tempos medievais que a Inglaterra carrega no seu berço até os dias de hoje:

  • Smith
  • Taylor
  • Thompson
  • Thomas
  • Walker
  • Ulric
  • Watson
  • Wood
  • Vicki
  • White
  • Turner
  • King
  • Williams
  • Young
  • Ward
  • Wilson
  • Zummach
  • Van Back
  • Wright
  • Jefferson

Grande parte dos sobrenomes medievais da Inglaterra carregam consigo um significado bem peculiar. Os nomes que terminam com as letras -son, por exemplo, se referem aos nomes dos pais.

Além disso, outros nomes já são referentes às profissões da época, como Smith que designa a posição de “ferreiro”, e Taylor, que remete aos “alfaiates”.

Particularmente, adoro estudar sobre nomes, afinal, olha quanta história aprendemos somente estudando o significado de alguns sobrenomes. Portanto, se você gostou desse artigo, não se esqueça de compartilhar em suas redes sociais. Além disso, comente abaixo quais foram os sobrenomes que você mais gostou!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para o topo